Entre e aconchegue-se, a casa é sua!

"Agradeço muito por você fazer parte da minha viagem, e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado, com certeza, estamos no mesmo vagão."

"Se você sabe explicar o que sente, não ame,
o amor foge de todas as explicações possíveis."

"Todos ganham presentes, mas nem todos abrem o pacote."

"Não quero ter a terrível limitação
de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido.
Eu não:
QUERO UMA VERDADE INVENTADA."



"Está em nossas mãos criar as condições que nos permitam descobrir uma forma diferente de ser. Por que não agir como a borboleta que acreditou que não deveria se limitar a uma existência de lagarta e, hoje, trocou sua vida limitada pela LIBERDADE DE VOAR POR ENTRE AS FLORES."

"Acalma meu passo, Senhor.
Desacelera as batidas do meu coração, acalmando a minha mente.
Diminua meu ritmo apressado com uma visão da eternidade do tempo.
Em meio às confusões do dia a dia, dê-me a tranqüilidade das montanhas.
"





sexta-feira, 30 de abril de 2010

Você, realmente, já amou uma mulher?



"Para, realmente, amar uma mulher, para compreendê-la,
Você precisa conhecê-la profundamente por dentro,
Ouvir cada pensamento - ver cada sonho,
E dar-lhe asas - quando ela quiser voar.

Então, quando você se achar repousando
Desamparado em seus braços,
Você saberá que, realmente, ama uma mulher...

Quando você ama uma mulher,
Você lhe diz que ela, realmente, é desejada.
Quando você ama uma mulher,
Você lhe diz que ela é a única,
Pois ela precisa de alguém para dizer-lhe
Que vai durar para sempre.

Então diga-me:
Você, realmente, já amou uma mulher?

Para, realmente, amar uma mulher,
Deixe-a segurar...
Até que você saiba como ela precisa ser tocada.
Você precisa respirá-la - realmente provar o gosto dela,
Até que você possa sentí-la em seu sangue.
E quando você puder ver suas crianças
Que ainda não nasceram dentro dos olhos dela,
Você saberá que, realmente, ama uma mulher.

Se você, realmente, ama uma mulher,
Você lhe diz que ela é, realmente, desejada.
Quando você ama uma mulher,
Você lhe diz que ela é a única,
Ela precisa de alguém para dizer-lhe
Que vai durar para sempre juntos.

Então diga-me:
Você, realmente, realmente, já amou uma mulher?

Você precisa dar-lhe um pouco de confiança,
Segurá-la bem apertado, um pouco de ternura,
Precisa tratá-la corretamente.
Ela estará lá, por você...
Você, realmente, precisa amar a sua mulher...

Então, quando você se achar repousando
Desamparado em seus braços,
Você saberá que, realmente, ama uma mulher...

Se você, realmente, ama uma mulher,
Diga-lhe: Você é única!

Se você, realmente, ama uma mulher,
Diga: Ela é a única!

Ela precisa de alguém pra dizer:
Que vai durar para sempre.

Então diga-me:
Você realmente...
Realmente, já amou uma mulher?

Então diga-me:
Realmente...
Realmente, já amou uma mulher?

Então diga-me:
Você, realmente, já amou uma mulher?"

(Tradução da música - Have You Ever Really Loved a Woman? - por Bryan Adams)

terça-feira, 27 de abril de 2010

Comemore-se

"Para o mar agitado, uma bóia.
Para os andares mais altos, uma escada.
Para o engessado, um par de muletas.
Para a piscina, trampolim.
Para a vida plena, motivação.

Motivação é o combustível dos fortes,
daqueles que determinaram a vitória,
seja em que campo for, e não desistem,
mesmo com o sol intenso, com o frio que queima,
mesmo diante da montanha mais alta,
porque sabem que basta seguir em frente,
dar sempre um passo adiante, para vencê-la.

Por isso, nas pequenas vitórias do dia,
faça uma comemoração interior,
vibre com um abraço sincero,
com um beijo demorado,
com uma nota boa na escola,
com um obrigado bem merecido,
com a esmola bem ofertada,
com a ajuda que você pode dar,
com a esperança que você levou,
com o ombro amigo que pode oferecer.

Vibre, comemore com o nascer do dia,
você acordou e isso significa estar vivo.
Deus ainda acredita em você,
e estar vivo significa poder mudar:
O que estava errado,
o que estava incomodando,
pagar o que estava devendo.

E trabalhar mais um pouco,
para você, para a sua família,
para o mundo, que sem você,
no mínimo, seria menos interessante,
porque você é especial demais.
E só por você estar aqui,
já vibramos com alegria.

Por isso, vibre, comemore-se,
beba um copo de água em sua homenagem.
E siga em frente, que a motivação é VOCÊ!"

(por Paulo Roberto Gaefke)

domingo, 25 de abril de 2010

Pedaços

"Um pedaço de mim reclama tempo para viver, outro assume a responsabilidade e quer apenas trabalhar.

Um pedaço de mim quer viver um grande amor, e entregar-se sem medidas, outro tem medo, já sofreu decepções, e por ele, nunca mais me apaixonaria.

Um pedaço de mim é brincalhão e vive rindo, outro é triste, tem momentos de puro isolamento.

Um pedaço de mim quer vencer, é pura euforia, outro quer apenas viver, deixar a vida me levar...

Um pedaço de mim sofre com a dor dos outros, outro quer que eu cuide apenas das minhas dores que não são poucas, já que vivo em conflito, entre o que eu sou e o que eu gostaria de ser, entre o que tenho e aquilo que gostaria de ter.

E, se um pedaço de mim sente-se satisfeito, o outro grita por novidades, por consumo, por gente, por beijos e amores inconstantes.

Nesse turbilhão, acordo todos os dias, tentando unir esses dois lados que coexistem em mim, e que por mais diferentes que sejam, ainda assim, só querem mesmo, o melhor para mim.

Hoje eu junto o ser e o querer, o que fui e o que desejo ser, para cumprimentar a vida, abraçar meus sonhos e pedir passagem simplesmente para ser feliz."

(por Paulo Roberto Gaefke)

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Líder dos Templarios

http://www.youtube.com/watch?v=MHTvXZ-0giU

(com Jorge Vercilo, Jorge Aragão, Jorge Mautner, Jorge Ben)


"Tem fé que Jorge é de ajudar
A todo brasileiro, brasileiro guerreiro.
São Jorge cavaleiro da flor,
São Jorge protetor, protetor, protetor

Oxossi da mata, Ogum do Ferro
Salamâleico, âleicon, salamalan

Estórias de um Santo lutador
Lider soberano dos templários
No povo a sua força se perpetuou
E hoje vive em nosso imaginário,
E hoje vive em nosso imaginário

Mas todo imaginário tem valor
E pode transformar esse cenário
A mente criadora é um dom maior
Naqueles que são revolucionários
Naqueles que são revolucionários

Tem fé que Jorge é de ajudar
A todo brasileiro, brasileiro guerreiro
Eu sou cavaleiro da flor
São Jorge protetor, protetor, protetor
São Jorge protetor, protetor, protetor

É o terreno ambiguo
Por que ele é um herói
Ele tem pulsações humanas

E é por isso que ele á tão querido
Em todos os lugares
Pelas crianças, pela população

Estórias de um Santo lutador
Líder soberano dos templários
No povo a sua força se perpetuou
E hoje vive em nosso imaginário
E hoje vive em nosso imaginário

Mas todo imaginário tem valor
E pode transformar esse cenário
A mente criadora é um dom maior
Naqueles que são revolucionários
Naqueles que são revolucionários

Tem fé que Jorge é de ajudar
A todo brasileiro, brasileiro guerreiro
Eu sou cavaleiro da flor
São Jorge protetor, protetor, protetor

Tem fé que Jorge é de ajudar
A todo brasileiro, brasileiro guerreiro
Eu sou cavaleiro da flor
São Jorge protetor, protetor, protetor

São Jorge protetor, protetor
Protetor!
São Jorge protetor, protetor
Protetor!

De Camões a Fernando Pessoa
Nós somos resultado
Dessa peregrinação longíngua
De combates e de glórias
De afirmação do bem contra o mal,
E mesmo na era cibernética,
No mundo digital, no holograma
Ali está São Jorge
Triunfante lá na frente de todos nós,
É a pipoca da pororoca da imaginação

Tem fé que Jorge é de ajudar
A todo brasileiro, brasileiro guerreiro,
Eu sou cavaleiro da flor
São Jorge protetor, protetor, protetor

Tem fé que Jorge é de ajudar
A todo brasileiro, brasileiro guerreiro
São Jorge cavaleiro da flor
São Jorge protetor, protetor, protetor
São Jorge protetor, protetor, protetor

São Jorge Guerreiro
Santo Salvador

Saravá, dorôfé, otumbá

São Jorge Guerreiro
Santo Salvador

Vem nos ajudar
Vem curar a dor
Vem nos ajudar

São Jorge Guerreiro
Santo Salvador

Salamâleico, âleicon, salamalan
Shalon shalon
Amém

Santo Salvador
Vem nos ajudar

São Jorge Guerreiro
Santo Salvador..."

(por Jorge Vercilo)

O que faz você feliz?



"O que faz você feliz?
A lua, a praia, o mar,
Uma rua, passear,
Um doce, uma dança, um beijo,
Ou goiabada com queijo?

Afinal, o que faz você feliz?
Chocolate, paixão,
Dormir cedo, acordar tarde,
Arroz com feijão, matar a saudade,
O aumento, a casa, o carro que você sempre quis,
Ou são os sonhos que te fazem feliz?

Qual é o gostinho de infância que te faz feliz?
Cuspir semente de melancia,
Falar besteira, ficar sem fazer nada,
Plantar bananeira,
Ou comer banana amassada?

Afinal, o que faz você feliz?
Dormir na rede, matar a sede,
Ler, ou viver um romance?

O que faz você feliz?
Um lápis, uma letra, uma conversa boa,
Um cafúne, café com leite, rir a toa,
Um pássaro, um parque, um chafariz?

Ou será um choro que te faz feliz?
A pausa pra pensar,
Sentir o vento, esquecer o tempo,
O céu, o sol, um som,
A pessoa ou o lugar?

Agora me diz...
O que faz você feliz?"

(por Arnaldo Antunes)

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Amanhã, apaixone-se!



"Amanhã, apaixone-se!

Porque o dia seguinte é o dia mais importante da sua vida. É no dia seguinte, que sabemos se o dia de ontem valeu a pena. É no dia seguinte que acordamos para a realidade ou dormimos no sonho. A vida da gente começa no dia seguinte.

E só existe uma maneira de viver: Apaixonado!

Por isso dance, dance como se ninguém estivesse vendo você. Trabalhe como se não precisasse do dinheiro. Corra como se não houvesse a chegada. Ame como se nunca tivesse sido magoado antes. Acredite como se não houvesse frustração.

Grite como se ninguém estivesse ouvindo. Beije como se fosse eterno. Sorria como se não existissem lagrimas. Abrace como se fossem todos amigos. Durma como se não houvesse amanhã. Crie como se não existisse critica.

Vá como se não precisasse voltar. Acorde como se nunca mais você fosse dormir de novo. Faça a próxima viagem como se fosse a ultima. Vista-se como se não conhecesse espelhos. Proponha como se não existisse as recusas.

Brinque como se não tivesse crescido. Levante como se não tivesse caído. Case como se não houvesse outra. Mergulhe como se não houvesse medo.

Ouça como se não existisse o certo ou o errado. Fale como se não existisse o certo ou o errado. Aprecie como se fosse eterno. Viva como se não houvesse fim.

Prefira ser em vez de ter. Sentir em vez de fingir. Andar em vez de parar. Ver em vez de esconder. Abrir em vez de fechar.

Apaixonar-se é um exercício de jardinagem, arranque o que faz mal, pepare o terreno, semeie, seja paciente, espere. Regue e cuide, terá um jardim. Mas esteja preparado, porque, haverá pragas e seca ou excesso de chuvas. Se desistir não terá um jardim, terá um descampado.

A paixão não se vê, não se guarda, não se prende, não se controla, não se compra, não se vende, não se fabrica. A paixão é a diferença entre o sucesso e o fracasso, entre a duvida e a certeza, entre aqueles que gostam do que fazem daqueles que fazem o que gostam.

Apaixonados não esperam, agem. A paixão é o que faz coisas iguais serem diferentes.

Lembre-se que a arca de Noé foi construída por apaixonados, que nada conheciam de navegação e embarcação.

E o Titanic foi feito por engenheiros profissionais, fabulosos, que queriam mostrar seu poder.

Amanhã, quando acordar, pense se hoje valeu a pena. E apaixone-se, porque em 24 horas você vai entrar no dia mais importante da sua vida:

O dia seguinte..."

(Autor Desconhecido)
PS: Se alguém souber a autoria, por favor me deixe uma mensagem.

domingo, 18 de abril de 2010

Seguirei meu caminho...


"Chegamos tarde os dois
Ao nosso encontro na vida
Soubemos ao começar
Que um dia terminaria

Chegamos tarde os dois
A última noite já morreu
De nada vale chorar
Você já tem quem te espere

Eu seguirei meu caminho
Tu seguirás teu caminho
Já estava escrito que o teu e o meu
Teriam outros destinos...

Chegamos tarde os dois
Só foi um sonho na areia
Sabemos que esse é o final
Pois disfarcemos apenas

Chegamos tarde os dois
Para salvar os fracassos
De nada vale chorar
Tu voltarás a outros braços

Eu seguirei meu caminho
Tu seguirás teu caminho
Já estava escrito que o teu e o meu
Teriam outros destinos
Eu seguirei meu caminho..."


(Júlio Iglesias)

sábado, 17 de abril de 2010

Entre o sim e o não


"Há tanta vida entre o sim e o não, é tão difícil entender.
O que pretende o meu coração em seu estranho querer?
Onde ele vai eu nem sempre vou, bate distante de mim.

E às vezes dói onde eu não estou, incompreensível assim.
Sei que lá fora agora é o mar, sua presença me diz.
Não é difícil imaginar eu com você, sou feliz!

Qualquer esquina, qualquer lugar, um beijo, um aperto de mão. Meu coração sabe desejar, pena que seja ilusão...

Ah! Eu não quero a saudade, na realidade, eu quero é você. Mas no amor está provado, não vale o ditado: Querer é poder.

Abro os meus olhos, não vou chorar...
Quem sabe lá, se você não pensa agora em telefonar!?
Surpreendida de ver que o amor dá voltas de arrepiar.

Tanta surpresa e emoção, desejo tanto acreditar,
Eu e o meu coração.

Ah! Eu não quero a saudade, na realidade, eu quero é você. Mas no amor está provado, não vale o ditado: Querer é poder."


(por João Donato e Abel Silva)

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Almas Gêmeas - Razão e Emoção

"Ninguém jamais conseguiu explicar como foram criadas as almas gêmeas, mas eu me lembro bem dessa história.

Estavam, lá no céu, todas as almas. Umas eram somente razão, outras somente emoção; duas filas distintas.

Finalmente, chegou a minha vez de ser colocada em uma das filas. Olhei para ambas e me identifiquei com a da razão. Acontece, porém, que quando avistei você na da emoção meus olhos brilharam, como se você fosse um imã a me puxar.

Aproximei-me do criador e lhe disse: - Eu gostaria de ficar na fila da emoção, pode ser? É que existe uma doce alma por lá, que me encantou.

- Está bem! Falou-me Ele. Você até poderá escolher seu lugar, mas antes quero lhe explicar algo. Depois, então, você fará a sua opção.

'Existem almas que são gêmeas, tudo nelas é igual. A única diferença que eu coloquei foi a razão e a emoção. Justamente para que elas possam se completar. É como se fosse um encaixe. Possuo uma grande percepção para distinguir as almas gêmeas e por isso entendi, que aquela que se encontra ali na fila da emoção é a sua (Ele falou apontando para você). Daí querer te colocar na da razão.'

'Caso vocês fiquem juntos, o encanto das almas gêmeas se acabará, ao passo que se ficarem separadas, ele permanecerá. No entanto, devo lhe contar algo: as almas gêmeas nem sempre se encontram, porém vivem sempre unidas pelo coração e por elas próprias. Por outro lado, quando se encontram jamais se separam, nem mesmo eu consigo executar esse afastamento.'

Entendi naquele momento que a razão não sobrevive sem a emoção e a emoção, por sua vez, precisa da razão para viver.

Nesse instante fiz a minha escolha: – Prefiro a fila da razão!

Encaminhei-me para meu lugar, me posicionei e nesse mesmo instante, você, que não tinha, até então, percebido minha presença, olhou-me e sorriu!

Hoje, eu sou a razão, você a emoção. Eu te dou o chão e você me leva à lua. Hoje, eu entendo o que o criador quis me dizer com: '…é como se fosse um encaixe'.

Hoje, eu sou a razão correndo atrás da emoção e você a emoção pedindo aos céus que eu possa pertencer a mesma fila que você. Contudo, o que você não sabe é que fui eu mesma quem escolheu o meu lugar, só para ser a sua alma gêmea. O que você não sabe é que, mesmo antes de pertencer a qualquer uma das filas eu já te amava.

Quando voltarmos para o lado de lá, você há de entender tudo isso e se puder escolher uma das filas novamente, ainda vou querer ficar separada de você. A única diferença é que escolherei a fila da emoção, para sonhar como você sonhou, e que você fique na da razão, para entender como eu sofri!"

(por Silvana Duboc)

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Hoje...

Hoje...
Eu deixo que entres nos meus sonhos,
Que sonhes comigo.

Eu deixo que me envolvas,
Que me desvendes,
Que me descubras...

Hoje...
Eu deixo que encontres tudo o que quer,
Deixo que me faças vibrar...

Hoje...
Deixo-me ser tua...
Totalmente... plenamente...

Hoje...
Desejo-te os meus sonhos,
Desejo-te que sonhes comigo,
Sonhos muito bons...

(por Ivy Liv)

terça-feira, 13 de abril de 2010

Amor Virtual

"A imaginação é algo surpreendente,
Nunca o vi, e percebo sua presença.

Nunca o abracei, e sinto seu aroma,
Nunca o beijei, e guardo seu sabor.

Fantástico mundo virtual!

Estou amando, sem ser sua amante,
Estou feliz, sem tê-lo a meu lado.

Não consigo entender esta magia,
Sou sua princesa, sem principe,
Sou uma rainha, sem ter o castelo.

No teclado escrevo meus sentimentos,
No enter, transmito meu coração,
Na mente arquivo seu semblante,
No coração armazeno meu amor.

Para lhe dar... um dia...
Além do virtual."

(Autor Desconhecido)
PS: Se alguém souber a autoria, por favor me deixe uma mensagem.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Quando me amei de verdade...

"Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é... Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez.
Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Tudo isso é... Saber viver!!!"

(por Charles Chaplin)

domingo, 11 de abril de 2010

Poema do Menino Jesus


"Num meio-dia de fim de primavera eu tive um sonho como uma fotografia:
Eu vi Jesus Cristo descer à Terra. Ele veio pela encosta de um monte, mas era outra vez menino, a correr e a rolar-se pela erva a arrancar flores para deitar fora, e a rir de modo a ouvir-se de longe. Ele tinha fugido do céu. Era nosso demais pra fingir-se de Segunda pessoa da Trindade.

Um dia que Deus estava dormindo e o Espírito Santo andava a voar. Ele foi até a caixa dos milagres e roubou três.
Com o primeiro Ele fez com que ninguém soubesse que Ele tinha fugido;
Com o segundo Ele se criou eternamente humano e menino;
E com o terceiro Ele criou um Cristo eternamente na cruz e deixou-o pregado na cruz que há no céu e serve de modelo às outras.

Depois Ele fugiu para o Sol e desceu pelo primeiro raio que apanhou. Hoje Ele vive na minha aldeia, comigo.
É uma criança bonita, de riso natural, limpa o nariz com o braço direito, chapinha nas poças d'água, colhe as flores, gosta delas, esquece. Atira pedras aos burros, colhe as frutas nos pomares, e foge a chorar e a gritar dos cães.
Só porque sabe que elas não gostam, e toda gente acha graça, Ele corre atrás das raparigas que levam as bilhas na cabeça e levanta-lhes a saia.

A mim, Ele me ensinou tudo. Ele me ensinou a olhar para as coisas. Ele me aponta todas as cores que há nas flores e me mostra como as pedras são engraçadas quando a gente as tem na mão e olha devagar para elas. Damo-nos tão bem um com o outro na companhia de tudo que nunca pensamos um no outro. Vivemos juntos os dois com um acordo íntimo, como a mão direita e a esquerda.

Ao anoitecer nós brincamos as cinco pedrinhas no degrau da porta de casa. Graves, como convém a um Deus e a um poeta, como se cada pedra fosse todo o Universo e fosse por isso um perigo muito grande deixá-la cair no chão.
Depois eu lhe conto histórias das coisas só dos homens. E Ele sorri, porque tudo é incrível. Ele ri dos reis e dos que não são reis. E tem pena de ouvir falar das guerras e dos comércios.

Depois Ele adormece e eu o levo no colo para dentro da minha casa, deito-o na minha cama, despindo-o lentamente, como seguindo um ritual todo humano e todo materno até Ele estar nu. Ele dorme dentro da minha alma. Às vezes Ele acorda de noite, brinca com meus sonhos. Vira uns de pena pro ar, põe uns por cima dos outros, e bate palmas, sozinho, sorrindo para os meus sonhos.

Quando eu morrer, Filhinho, seja eu a criança, o mais pequeno, pega-me Tu ao colo e leva-me para dentro da Tua casa. Deita-me na Tua cama. Despe o meu ser, cansado e humano. Conta-me histórias caso eu acorde para eu tornar a adormecer, e dá-me sonhos Teus para eu brincar."

(por Fernando Pessoa)

sábado, 10 de abril de 2010

Que homem é esse?

"Que homem é esse...
que me rouba o sossego,
que me inquieta o peito,
que me alenta a alma?

Que homem é esse...
que não me abandona,
que não decepciona,
que me ensina a amar?

Que homem é esse...
que eu não vi na vida,
que eu passei por perto,
que eu deixei ficar?

Que homem é esse...
que é uma estrada longa,
que enfrenta horizontes,
que me faz sonhar?

Que homem é esse...
que aprendi a amar???"

(por Terezinha Penhabe)

Nós dois

Quero você pra mim...
Quero me dar pra você...
Quero nós dois...

Um no outro...

Se amando...

Se tornando, simplesmente...
Um Homem e uma Mulher!

Somente...
Nó dois!

(por Ivy Liv)

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Amplidão



"Deixa eu te guardar, a casa é sua,
Faz em mim teu lar, me reconstrua,
Queira me habitar onde eu me escondo,
Faz deste lugar só seu no mundo.

Eu quero ser onde você sossega a alma,
Que chora e ri e encontra a calma pra sonhar sem dormir.
Vem acender as luzes que iluminam o meu coração,
Vem ter comigo sua parte da amplidão,
De minha parte eu estou aqui."

(por Chico César)

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Sonho o teu abraço

"Mesmo distante de ti sonho,
sinto o teu abraço.
Envolvida em seus carinhos,
abrigo-me em seus braços.

Abraço caloroso, acariciante,
afagos gostosos, aconchegantes.
Sinto teu cheiro, perfumando,
delirando pelo meu corpo.

Gotas incolores, úmidas,
invadindo as pétalas róseas,
acorda, sentimentos mudos,
meu amor infinito por ti.

Afasta o meu medo fluindo,
une nossos corpos.
No silencioso ninho de amor
encontra desejos a saciar."

(por Van Albuquerque)

terça-feira, 6 de abril de 2010

Se não é amor...

"Se não é amor...
Por que você me olha desse jeito,
e faz essa bagunça no meu peito,
em cada vez que a gente chega perto?

Se não é amor...
O que que eu tenho a ver com a sua vida,
por que não aceito logo a despedida,
te deixo, vou embora e tudo certo?

Se não é amor...
Por que que eu não arrumo outra pessoa,
e aceito esse teu caso numa boa,
porque que eu não me sinto indiferente?

Se não é amor...
Por que que eu não encontro graça em nada,
por que me sinto à margem de uma estrada,
por que não é tudo diferente?

Se não é amor...
Por que que ainda fico a sua espera,
por que, mesmo sabendo que já era,
meu coração não sai desse castigo?

Se não é amor...
Por que ainda deixo a porta aberta,
por que que essa saudade não se aquieta,
por que que eu não me esqueço de você?

Se não é amor?..."

(por Luciana Browne e Carlos Colla)

Dever de Sonhar / Sonho Impossível

"Eu tenho uma espécie de dever,
de dever de sonhar, de sonhar sempre,
pois sendo mais do que uma espectadora de mim mesma,
eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso.

E, assim, me construo com ouro e sedas,
em salas supostas, invento palco,
cenário, para viver o meu sonho
entre luzes brandas e músicas invisíveis."
(por Fernando Pessoa)


"Sonhar mais um sonho impossível, lutar quando é fácil ceder. Vencer o inimigo invencível, negar quando a regra é vender. Sofrer a tortura implacável, romper a incabível prisão.

Voar num limite provável, tocar o inacessível chão.
É minha lei, é minha questão, virar esse mundo, cravar esse chão. Não me importa saber se é terrível demais, quantas guerras terei que vencer por um pouco de paz.

E amanhã se esse chão que eu beijei for meu leito e perdão, vou saber que valeu delirar e morrer de paixão.
E assim, seja lá como for, vai ter fim a infinita aflição.
E o mundo vai ver uma flor brotar do impossível chão."

(por J. Darion, M. Leigh e Ruy Guerra)

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Se você deixar...

"Se você deixar...
Chegarei devagarzinho,
sem sapatos, sem roupas,
sem juízo.

Se você deixar...
Roçarei em tua pele,
com carinho, com calor,
com desejo.

Se você deixar...
Beijarei a tua boca,
e em teu céu ficarei,
como louca, profana,
faminta.

Se você deixar...
Dormirei meu sonho
e acordarei em seus braços."

(Autor Desconhecido)
PS: Se alguém souber a autoria, por favor me deixe uma mensagem

domingo, 4 de abril de 2010

A Grandeza

"Você sabe por que o mar é tão grande?
Tão imenso? Tão poderoso?
É porque teve a humildade de colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios.
Sabendo receber, tornou-se grande.
Se quisesse ser o primeiro, centímetros acima de todos os rios, não seria mar, mas uma ilha.
Toda sua água iria para os outros e estaria isolado.

A perda faz parte, a queda faz parte, a morte faz parte.
É impossível vivermos satisfatoriamente sem aceitar a perda, a queda, o erro e a morte.
Precisamos aprender a perder, a cair, a errar e a morrer.

Impossível ganhar sem saber perder.
Impossível andar sem saber cair.
Impossível acertar sem saber errar.
Impossível viver sem saber morrer…

Se aprenderes a perder, a cair, a errar, ninguém mais o controlará, porque o máximo que pode acontecer a você é cair, é errar, e perder e isto você já sabe.

Bem aventurado aquele que já consegue receber com a mesma naturalidade o ganho e a perda, o acerto e o erro, o triunfo e a queda, a vida e a morte."

(Autor Desconhecido)
PS: Se alguém souber a autoria, por favor me deixe uma mensagem

O Homem


"Um certo dia um homem esteve aqui
Tinha o olhar mais belo que já existiu
Tinha no cantar uma oração
No falar a mais linda canção que já se ouviu
Sua voz falava só de amor
Todo gesto seu era de amor
E paz, Ele trazia no coração
Ele pelos campos caminhou
Subiu as montanhas e falou do amor maior
Fez a luz brilhar na escuridão
O sol nascer em cada coração que compreendeu
Que além da vida que se tem
Existe uma outra vida além e assim...
O renascer, morrer não é o fim
Tudo que aqui Ele deixou
Não passou e vai sempre existir
Flores nos lugares que pisou
E o caminho certo pra seguir
Eu sei que Ele um dia vai voltar
E nos mesmos campos procurar o que plantou
E colher o que de bom nasceu
Chorar pela semente que morreu sem florescer
Mas ainda há tempo de plantar
Fazer dentro de si a flor do bem crescer
Pra lhe entregar...
Quando Ele aqui chegar
Tudo que aqui Ele deixou
Não passou e vai sempre existir
Flores nos lugares que pisou
E o caminho certo pra seguir..."

(por Roberto Carlos e Erasmo Carlos)

FELIZ PÁSCOA!!!

sábado, 3 de abril de 2010

Estou aqui



"Estou aqui...
Outra vez em busca desse abrigo,
Do conforto desse olhar amigo,
Luz do meu caminho, a direção.

Estou aqui...
Por tantas angústias e conflitos,
Como tantos outros tão aflitos
Sabem que você é a solução.

Estou aqui...
A procura do caminho certo,
Como quem precisa num deserto
Por milagre, a fonte, a salvação.

Estou aqui...
Venha iluminar meus pensamentos
E aliviar meus sofrimentos,
Só você, eu sei, é a solução.

Por isto meu amigo...
Cada vez mais forte é a minha fé e a minha crença,
Em toda parte encontro o seu olhar,
Sua presença, e elevo o pensamento em oração.

Cristo, meu amigo...
Sua luz me mostra a direção a ser seguida,
Você é a verdade, é tudo, é o caminho, a vida.
Só você, eu sei, é a solução..."

(por Roberto Carlos e Erasmo Carlos)

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Chico Xavier

Francisco Cândido Xavier, ou Chico Xavier, foi o médium mais conhecido e respeitado, por espíritas e não-espíritas, no Brasil e no exterior, e com maior tempo de atividade mediúnica. Nascido na cidade de Pedro Leopoldo, Minas Gerais, em 02 de Abril de 1910, desencarnou em Uberaba, aos 92 anos, no dia 30 de junho de 2002.
Iniciou-se no Espiritismo ao 17 anos. Auxiliado pelo irmão José Cândido Xavier, fundou o Centro Espírita Luiz Gonzaga, em maio de 1927. Em 8 de julho do mesmo ano, psicografou pela primeira vez, recebendo uma mensagem de 17 páginas, de um Espírito Amigo, e que versava sobre Deveres Espíritas. Mas José Xavier adoeceu, vindo a falecer em seguida, e o médium, sempre assediado por multidões súplices e sofredoras e rodeado de amigos e admiradores, chegou a trabalhar sozinho, por muito tempo, entre perseguições e preconceitos, por absoluta falta de companheiros.
No final de 1931, conheceu Emmanuel, seu luminoso guia, e a partir daí iniciou-se o que se pode chamar de "sublime ponte" entre o Céu e a Terra. Sob a sua orientação espiritual, Chico Xavier psicografou milhares de páginas de instrução, educação e consolo, ditadas por inúmeros Espíritos, e compiladas em quatrocentos e doze (412) livros, sendo que o últimos foram "Traços de Chico Xavier", livro de poesias, em 1997, "Caminho Iluminado", do espírito Emmanuel, em 1998 e finalmente o último livro, "Escada de Luz". Muitos destes livros, inclusive em braile, foram traduzidos para línguas quais o inglês, o espanhol e o esperanto.
A renda da venda dos livros, uma admirável fortuna, foi, desde o início, totalmente doada em favor de hospitais, asilos, orfanatos e outras Instituições Beneficentes, vivendo Chico Xavier de seu parco salário de humilde funcionário público.
A máxima de Jesus: "Dai de graça o que de graça recebestes" foi o lema deste formidável trabalhador cristão, no trato com o dinheiro havido de sua mediunidade abençoada.
Mesmo doente e em idade avançada, compareceu, sempre que possível, aos sábados à noite, no Grupo Espírita da Prece, para receber as centenas de pessoas que se comprimiam no local, ansiosas por uma palavra de carinho, que ele tinha sempre para todos, e por seu gesto de amor, uma característica especial: o beijo terno nas mãos que o procuravam.
(Lori Marli dos Santos, Biografia exclusiva do Site Espírita André Luiz)


Trechos do seu último encontro narrado por Lori Marli dos Santos:

"O Chico chegou. O velho e alquebrado médium, reunindo forças sabe Deus de onde, comparece da forma como o faz, há setenta anos: sorrindo e acenando para o povo, que lhe vem ao encontro. Criança feliz, parece agradecer ao Senhor a dádiva de estar ali, oportunizando uma nova lição para todos. (...) Mais que ponte, Chico era porta inequívoca à esperança e à felicidade... Pode parecer tolo, mas para aquela gente, Chico era a porta para Deus... Como não desejar tocá-lo, ouvir dele uma palavra confortadora, uma revelação, uma notícia dos amados que partiram, a certeza de que Deus não abandona ninguém? (...) Chico Xavier começa a psicografar. (...) De quem será a mensagem psicografada? Qual o seu conteúdo? Para "quem" é dirigida?

E Chico Xavier começa: "Evangelização - "Quando o Senhor já estava na cruz, entre os dois companheiros, vendo seu amado povo de Israel, com alguns soldados romanos, em perturbação, sem rumo e sem paz, a gritar: "Crucifica!", ei-lo que exclama: "Perdoa-lhes, meu Pai, porque não sabem o que fazem..."

Chico lê com enorme dificuldade, fazendo longas pausas, e quase não conseguimos entendê-lo...

"... no século 20, somos induzidos a pensar em muitos autores da crucificação, que já passaram pela reencarnação 20, 22, às vezes 30 vezes e que continuam, como tantos outros entes humanos da época do sacrifício do Senhor, mostrando para nós que o perdão dos Céus foi concedido sob condições e dividido em estâncias no tempo; obrigando-nos a meditar no aproveitamento dos dias e das horas, compreendendo a necessidade de Evangelização..." (...)

Bravamente, Chico continua:

"... necessidade do estudo do Testamento Antigo e dos Evangelhos, para nosso benefício... Do exame e da tradução das letras sagradas, com as explicações dos Profetas e dos Apóstolos, de modo que nos edifiquemos nas Leis Divinas..."

"... Todas as famílias devem consagrar determinado dia da semana para exercitar e compreender o Evangelho, no proveito integral. É imperioso refletir no perdão do Senhor dentro das possibilidades da existência terrestre..."
"Rogamos à todos desta reunião o serviço da Evangelização, abrangendo não só as crianças e os jovens, mas todos os adultos e inclusive os doentes nos hospitais."

"Somente assim poderemos construir pedaço a pedaço a paz e o amor ao semelhante; a verdade e o bem, o perdão e a luz, para entalharmos em nossas vidas o bendito reino de Jesus. " Assinado: Bezerra de Menezes.

Início da madrugada, pudemos nos aproximar, finalmente, para o encontro esperado. Chegando minha vez, a recepcionista alerta, friamente, que não devo conversar com o Chico: "Apenas cumprimente e saia", diz ela, muito séria.

Um pouco decepcionada, e sem saber o que fazer, seguro em silêncio a mão que ele me estende, sem acreditar no que ouço, então:
"- Que bom que você está aqui, minha amiguinha! Sua presença é sempre motivo de muita alegria para nós, seja bem-vinda! A cidade fica em festa, fica florida, quando você está aqui!..." - diz Chico num carinhoso fio de voz, desobedecendo por mim as ordens da recepcionista e fazendo rir os demais integrantes da mesa.

O aperto de mão dura mais tempo e em minha felicidade quero dizer tanta coisa mas um nó na garganta não permite. Só consigo balbuciar frases desconexas e dentre elas tenho a certeza de que disse que estava muito feliz em estar ali com ele. A mão macia aperta a minha mais uma vez, enquanto os seus olhos me fixam atentamente, com doçura. Chico não vê? Pois sim! Ali, naquele momento, frente a frente, Chico me olhou e me viu, os potentes olhos da alma substituindo os frágeis olhos de carne."

Feliz Aniversário Querido e Inesquecível Exemplo, aonde quer que estejas!
Teu trabalho não será esquecido, jamais!
Esteja com Deus, Chico!

"Amar sem esperar ser amado e sem aguardar recompensa alguma, amar sempre!" (Chico Xavier)

Jesus Salvador



"Hoje eu estou tão em paz comigo
Parece até que não faz sentido
O que eu tenho chorado
O que eu tenho sofrido.

Hoje eu olhei o céu da minha janela
Vi no meu coração a presença tão bela
De Jesus sorrindo e dizendo pra mim.

Vem, deposita em minhas mãos
Todos os seus problemas
Levante esse olhar, não chore, não tema
Não perca essa fé que você tem em mim
Quem vem a mim se alimenta do pão da vida
Quem segue os meus passos
Não sente as feridas
Tem a paz que eu dou
É feliz enfim.

Senhor, perdoai meus pecados
Me aceita a seu lado
Me deixa tocar o seu manto sagrado
E a graça que eu peço
Terei na sua luz.

Senhor, quem sou eu pra que entreis
Em minha morada?
Mas um fio de sua luz
Numa telha quebrada
Ilumina uma vida pra sempre, Jesus!

Jesus Salvador, Jesus Salvador
Jesus Salvador, Jesus Salvador

Senhor, consolai os que choram
Curai os que sofrem
Nas ruas, nos guetos, nos becos escuros
Na chuva, no frio
Sem teto e sem pão.

Piedade daqueles que pensam
Que a felicidade é a riqueza, o poder
Ser feliz na verdade é quem tem Jesus
Dentro do coração.
Jesus Salvador, Jesus Salvador!"

(por Roberto Carlos e Erasmo Carlos)

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Se inspire na Fênix para transcender a cada dia‏

"Quantas vezes, ao longo de nossas vidas, nos erguemos das cinzas?

A fênix - ou fénix - é um pássaro da mitologia grega que quando morria entrava em autocombustão e passado algum tempo renascia das próprias cinzas. Outra característica é sua força, que a faz transportar em vôo cargas muito pesadas, havendo lendas nas quais chega a carregar elefantes. Seria do mesmo tamanho ou maior do que uma águia. Segundo alguns escritores gregos, a fênix vivia exatamente quinhentos anos. Outros acreditavam que seu ciclo de vida era de 97.200 anos. No final de cada ciclo de vida, a fênix queimava-se numa pira funerária. Após erguer-se das cinzas levava os restos do seu pai ao altar do Deus Sol na cidade egípcia de Heliópolis (Cidade do Sol). A vida longa da fênix e o seu dramático renascimento das próprias cinzas transformaram-na em símbolo da imortalidade e do renascimento espiritual."(Wikipédia)


"Tudo na natureza são ciclos. Estamos passando por transformações o tempo inteiro, embora existam alguns momentos em que elas acontecem de forma profunda e nos fazem rever muitas coisas do passado que não nos serve mais. Guardamos muitas coisas desnecessárias em nossos registros e somente nos permitindo fazer essa viagem em nossas casas interiores e externas poderemos entender o valor que vimos dando a tudo isso e praticar o desapego.
Sugiro que você faça uma grande arrumação na sua vida - uma grande transformação! Mas não se iluda! Transformação dói! Vai fundo no orgulho! Necessita-se aprender com coisas que você estudou há muito tempo e que nunca utilizou... Necessita-se parar de lutar.... Aceitar que os outros estiveram certos grande parte das vezes em que você discordava... Necessita-se entender que muitas coisas que você fez, não as sentiu como devia... Que as palavras nem sempre valeram a pena... E que em outras ocasiões elas fizeram total diferença!

Só compreendendo uma situação podemos transmutá-la!

Gosto muito dessa frase de Neale Donald Walsch: 'O arrependimento é o grande curador. A culpa, o grande ferimento'.

Necessitamos arrepender-nos por vezes... Temos na mão um volante e podemos guiar por onde quisermos... para a cura ou para o conflito, a partir do entendimento de como vamos conduzindo a nossa existência por tanto e tanto tempo... Por vezes perdemos a direção. Não temos firmeza, não sabemos nem para onde estamos indo... e é nesses momentos que precisamos realizar mudanças, mergulhar nas cinzas, entregar nosso espírito ao fogo, como uma Fênix!

Pergunte-se o que você anda guardando. Muitas vezes quando achamos que estamos resolvidos em determinadas situações, elas ressurgem. Mágoas, agressividade, tristeza... O que você anda guardando? Guardamos, guardamos e continuamos apegados a todos esses registros.

Não liberamos as pessoas e elas não se liberam de nós. Mudamos de relacionamento, mas continuamos repetindo as mesmas coisas... Mudamos de casa, mas continuamos com os mesmos hábitos... Mudamos de cidade, mas continuamos não vendo beleza ao redor de nós...

Porque, na verdade, dentro de nós nada mudou. Continuamos presos a valores antigos. Temos a tendência de sermos colecionadores. Colecionamos ferimentos e depois reclamamos que a vida não vai bem. Colecionamos as palavras das pessoas (e-mails, cartas), colecionamos imagens das pessoas (fotos e recordações)... mas isso não faz e nunca fará com que as tenhamos por perto. É desapegando que nos aproximamos. É dessa forma que aprendemos a amar e, não, a colecionar... E dessa forma soltamos as pessoas... para que livres - e apenas por amor - caminhem lado a lado.

Observe a que você anda apegado... Onde deve ser realizada sua transformação, em que parte de você...

Algumas pessoas dizem apenas que guardam coisas boas... Na verdade, são colecionadoras também! Não aceitam a morte (processo natural da vida), não aceitam o distanciamento de pessoas amadas... Não aceitam perder!

Aceitar passar por um processo de renascimento é largar tudo com a consciência de que nada se perde! É passar pelo fogo como a fênix e ressurgir com o corpo diferente!

Vá fundo dentro de si mesmo e se faça as perguntas necessárias... Pergunte-se sobre sua direção... se seu volante está firme nas mãos... Pergunte-se quem você anda levando de carona nos seus desacertos... Reflita que seus atos são espelhos pra muita gente... Faça uma lenta observação sobre seus processos de repetição... sobre aquilo que mais gera ferimentos para você e para os outros com quem convive...

Mudar um hábito necessita de uma grande atitude. Persistir nessa mudança é treino. Treino diário. É a certeza de que o mundo só tem a ganhar com seu trabalho. É a certeza de que você confia nas Leis da Vida. É a certeza de que você não perde nunca. De que tudo pode ser presente se assim você o fizer. É a certeza de que se pode aprender com o melhor dos momentos: O AGORA. É a certeza de que você pode efetuar transformações profundas, de que você tem todos os recursos pra isso - basta apenas aprender a utilizá-los ao seu favor!

Desejo que todos possam fazer as mesmas coisas de forma diferente a partir de hoje. Que possamos reconhecer as mesmas pessoas com quem convivemos com uma nova luz. Que possamos amá-las como jamais amamos: incondicionalmente!

Que possamos transpassar nosso orgulho, reconhecendo nossas precipitações, nossos instintos e nossos desacertos. Que possamos pedir perdão e desamarrar as pessoas. Que possamos desapegar o que achamos que temos ou controlamos. Que possamos ser natureza, apenas, como uma árvore ou um pequeno grão de areia. Que possamos aceitar as coisas como são, para que sem agressividade entremos nas mudanças. Que possamos nos arrepender, mas não nos culpar. Que possamos curar nossos ferimentos, reconhecer em cada um de nós grandes médicos da alma. Que possamos fazer das cicatrizes, flores. E que possamos espalhar as sementes dessas flores, nascidas dentro de nós, para o mundo inteiro através de um sorriso verdadeiro: Não só da face, mas do fundo de nosso espírito."

(por Fernanda Lopes)