Entre e aconchegue-se, a casa é sua!

"Agradeço muito por você fazer parte da minha viagem, e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado, com certeza, estamos no mesmo vagão."

"Se você sabe explicar o que sente, não ame,
o amor foge de todas as explicações possíveis."

"Todos ganham presentes, mas nem todos abrem o pacote."

"Não quero ter a terrível limitação
de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido.
Eu não:
QUERO UMA VERDADE INVENTADA."



"Está em nossas mãos criar as condições que nos permitam descobrir uma forma diferente de ser. Por que não agir como a borboleta que acreditou que não deveria se limitar a uma existência de lagarta e, hoje, trocou sua vida limitada pela LIBERDADE DE VOAR POR ENTRE AS FLORES."

"Acalma meu passo, Senhor.
Desacelera as batidas do meu coração, acalmando a minha mente.
Diminua meu ritmo apressado com uma visão da eternidade do tempo.
Em meio às confusões do dia a dia, dê-me a tranqüilidade das montanhas.
"





quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Preciso respirar!

"O amor invade a vida, preenche os vazios e nos faz ver o futuro com um tom mais colorido e vibrante. Limpo, sem medos e sem receios.
Se entregar ao amor é como viver uma nova vida a cada segundo, é poder fechar os olhos e sem medo saltar no desconhecido sem pensar nas conseqüências.
Amar é conviver com o sorriso, é saber que existe o amparo e que a vida não é mais escrita no singular, pois passamos a dividir em um mesmo coração duas histórias.

Amar é sonhar, é acreditar, é enxergar além dos olhos, é usar a percepção do coração. É perceber que o futuro é apenas um algo a mais e que o passado reflete o hoje do amanhã.

Amar é ver poesia na vida, é enxergar o colorido da tempestade, é ter a coragem para pintar de azul o céu com apenas um olhar em um dia nublado, é dar sentido para uma história que não precisa de um final.

Mas amar, além de belo, é o representar da dor. Acreditamos, vivemos, lutamos, nos entregamos, sonhamos e muitas vezes ao final percebemos que tudo significou nada e que o sorriso se converteu em lágrimas. O amor passa a ser a segunda, terceira ou quarta opção daquele que não sabe o que é amar.

O azul do céu volta para o cinza e as decisões ganham peso, pois sabemos o quanto pode doer. Dor essa que machuca sem piedade, rasga o coração, espreme os desejos e afoga os sonhos em lágrimas. Dor que se torna presente do despertar do anoitecer, que te acompanha em todos os passos, sem folgas ou pausas.

O amor é injusto, é covarde, utiliza do melhor para te mostrar o pior. Transforma tudo que um dia foi representação de sorriso para atrair as lágrimas. A culpa talvez nem seja do amor, mas sim daquele que não sabe o que é sentir e viver alguém.

O amor não é conto de fadas, mas somos todos heróis, pois enfrentamos a vida e as desilusões com todos os medos possíveis, sempre acreditando que vale a pena o sofrimento para voltar a amar e assim recomeçar o ciclo. O amor que faz sorrir e que faz chorar.

Preciso de um tempo, para descobrir outra forma de amar, pois as lágrimas já secaram e a esperança me faz acreditar que o sofrimento está no passado e nesse caso, um passado encerrado pela dor e lacrado pela sabedoria de quem um dia amou.
"


(por Pedro Pitanga)

Nenhum comentário: